Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Assessor de premier italiano é flagrado abordando travesti

O principal assessor do primeiro-ministro italiano, Romano Prodi, afirmou nesta quarta-feira, 21, que não renunciará em meio a um escândalo no qual foi fotografado enquanto conversava com um travesti.Silvio Sircana, promovido no mês passado do cargo de porta-voz pessoal de Prodi para o de porta-voz de todo o governo, é o foco de um escândalo mais amplo no qual paparazzi são acusados de chantagear celebridades com fotos comprometedoras.Os jornais desta quarta-feira, 21, divulgaram uma foto borrada de Sircana, casado e pai de dois filhos, em seu carro enquanto falava com uma pessoa, aparentemente uma mulher, em uma calçada.Sircana, confidente de Prodi há muitos anos, afirmou ter ficado devastado com a foto e chamou seu comportamento de "um momento de curiosidade estúpida" por um "suposto travesti".Apesar das críticas da oposição, que enfrenta o governo no debate sobre valores familiares, Sircana disse ter o apoio total de Prodi e declarou que não renunciará."Por que eu deveria renunciar? Por um não-acontecimento", disse ele ao jornal La Stampa. "Você não crucifica alguém por esse tipo de idiotice. Você não expõe alguém ao ridículo na imprensa por um acontecimento pequeno e bobo em uma noite de verão.A foto, tirada em setembro passado e vendida a uma revista que não a publicou, foi divulgada depois de Sircana afirmar que desejava que ela se tornasse pública para desanuviar o ambiente.O escândalo vem em um momento em que o governo de Prodi apóia uma lei contrária aos conservadores e à Igreja Católica, a qual dá reconhecimento legal a casais gays e aos que não tiveram matrimônio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.