Assessor diz que Clinton está bem após cirurgia

O ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, foi hospitalizado nesta quinta-feira após se sentir mal e teve dois stents colocados numa artéria coronária (cirurgia de angioplastia), informou o assessor do ex-mandatário, Douglas Band. A secretária de Estado americana e mulher de Bill Clinton, Hillary Clinton, já partiu de Washington para encontrar o marido em Nova York. O ex-presidente, com 63 anos, sentiu dores no peito na tarde de hoje.

AE-AP, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 21h55

Band disse que Clinton estava com "bom ânimo" após ter passado pelo procedimento no Hospital Presbiteriano de Nova York. Em 2004, Clinton recebeu uma ponte de safena.

Nas últimas semanas, o ex-presidente tem trabalhado para ajudar a entrega de auxílio humanitário ao Haiti. Ele tem mantido uma agenda muito ocupada.

"Não é totalmente inesperado" que Clinton necessite em breve de uma nova cirurgia, disse o doutor Clyde Yancy, cardiologista do centro Médico da universidade de Baylor em Dallas (Texas) e presidente da Associação Americana de Cardiologia. Segundo ele, os segmentos de artérias e veias usados para criar desvios ao redor dos bloqueios originais nas veias tendem a ficar obstruídos também, entre cinco e dez anos após uma ponte de safena. "Esse tipo de padecimento é progressivo, não é um fato único, de modo que é preciso supervisionar o paciente constantemente", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
EuaClintonCirurgia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.