Assessor diz que xiita radical fará resistência "pacífica"

O porta-voz do líder xiita radical Muqtada al-Sadr disse que seu movimento pretende empreender uma ?resistência pacífica? contra as tropas estrangeiras que permanecem no Iraque. Al-Sadr havia emitido uma nota na qual afirmava que o governo provisório do Iraque é ?ilegítimo? e comprometendo-se a levar a resistência adiante, ?até o último pingo de sangue?. A liderança de Al-Sadr inspirou uma rebelião armada de xiitas contra tropas americanas que já deixou, desde abril, centenas de mortos.O porta-voz Mahmoud al-Soudani convocou uma entrevista coletiva às pressas para ?esclarecer? os termos da nota, dizendo que a declaração do clérigo não equivale a um chamado às armas. ?Estamos comprometidos com o cessar-fogo?, disse ele, referindo-se ao acordo entre a milícia Al-Mahdi, fiel a Al-Sadr, e tropas americanas na cidade de Najaf.

Agencia Estado,

05 de julho de 2004 | 16h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.