Assistente de Bin Laden ridiculariza Bush e faz ameaças

Em fitas de áudio divulgadas hoje por duas diferentes redes de tevê árabes, o lugar-tenente de Osama bin Laden, Ayman al-Zawahri, ridiculariza declarações do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, critica planos da França de proibir o véu de cabeça islâmico em escolas e adverte sobre novos atentados nos Estados Unidos."Bush, fortifique seus alvos, aumente sua defesa, intensifique suas medidas de segurança porque a combativa comunidade islâmica, que enviou os batalhões para Nova York e Washington, decidiu enviar a você um batalhão depois do outro, levando a morte e buscando o paraíso", afirma o suposto Al-Zawahri em uma das gravações.Analistas acreditam que as fitas divulgadas pelas tevês Al-Jazira e Al-Arabiya sejam uma tentativa da Al-Qaeda de mostrar que ainda pode se comunicar com o mundo e não foi afetada por anúncios de autoridades de que estaria acuada.As gravações, transmitidas com horas de diferença, surgem no momento em que forças paquistanesas promovem buscas em regiões remotas entre o Paquistão e o Afeganistão, onde Bin Laden estaria escondido. Acredita-se que Al-Zawahri, um médico nascido no Egito, esteja acompanhando Bin Laden nas montanhas.Repercussões"Correm rumores de que Bin Laden e Al-Zawahri estariam prestes a ser capturados, (essas fitas) são uma resposta", avaliou Mohammed Salah, especialista em grupos radicais islâmicos e chefe da surcursal em Cairo do jornal árabe Al-Hayat. Dia´a Rashwan, do Centro de Estudos Políticos e Estratégicos Al-Ahram, do Egito, acredita que as duas fitas são autênticas e divulgá-las ao mesmo tempo em duas estações "exige capacidade logística e também uma decisão central?. E acrescentou: ?isto não é uma capacidade organizacional insignificante", acrescentou.Funcionários das duas redes de tevê disseram só ter colocado no ar partes das fitas que julgaram relevantes e que as duas têm conteúdos diferentes. As duas estações receberam as fitas nesta terça-feira e eventos mencionados sugerem que elas foram gravadas no começo do mês passado. Os dois canais não quiseram detalhar como conseguiram o material, mas garantiram ter sido de fontes confiáveis.Mensagens"Lembramos a Bush que a situação não é estável no Afeganistão. Senão, como lançaríamos, com o apoio e a força de Deus, nossos ataques contra suas tropas e seus agentes? Como enviaríamos nossas mensagens que desafiam você e revelam suas mentiras?" é dito na fita."Lembramos a Bush que ele não destruiu dois terços da Al-Qaeda. Pelo contrário, graças a Deus, a Al-Qaeda ainda está no campo de batalha da guerra santa levantando a bandeira do Islã", acrescentou. Em seu discurso sobre o Estado da Nação em janeiro, Bush garantiu que "quase dois terços" dos líderes conhecidos da Al-Qaeda haviam sido mortos ou capturados.A voz na fita da Al-Jazira tinha uma mensagem para "as mães e pais dos soldados americanos". "Quando virem os caixões de seus filhos voltando para casa, lembrem dos crimes da América na Palestina, Iraque, Afeganistão, Chechênia, Caxemira, Guantánamo... Lembrem-se que aquele que planta espinhos não colhe rosas."Crítica à FrançaA fita divulgada pela Al-Arabiya critica a decisão da França de proibir símbolos religiosos em prédios públicos, inclusive véus de cabeça usados pelas mulheres muçulmanas. "A decisão do presidente francês (Jacques Chirac)... é outro exemplo da malícia dos cruzados, que os ocidentais têm para com os muçulmanos", afirmou. "Essa malícia ferve em seus corações e transborda em seus peitos e eles a passam para as novas gerações."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.