Assistente de enfermagem será coroado rei na África

Um africano que cuidou de idosos e doentes como assistente de enfermagem nos Estados Unidos está de volta à terra natal para ser coroado rei de seu povo no oeste de Uganda.

AE-AP, Agencia Estado

16 de outubro de 2009 | 20h12

A coroação de Charles Wesley Mumbere está marcada para segunda-feira. Ele vai governar o Rwenzururu, um reino montanhoso de cerca de 300 mil pessoas que foi reconhecido pelo governo de Uganda.

Mumbere viveu nos Estados Unidos por 25 anos. Ele manteve sua história em segredo até julho, quando concedeu uma entrevista ao jornal ''The Patriot-News''. Ele já se preparava para voltar a Uganda.

Mumbere, que tem mais de 50 anos, foi para os Estados Unidos em 1984. Ele se mudou para Harrisburg, capital da Pensilvânia, em 1999, e trabalhou em pelo menos duas instituições de saúde da cidade.

Tudo o que sabemos sobre:
UgandareienfermeiroEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.