Astronauta acusada de tentativa de assassinato volta para casa

A astronauta americana Lisa Nowak pegou um avião de volta para sua casa, que fica no Texas, nesta quarta-feira, um dia depois de ser acusada por tentar matar uma mulher que ela considerava ser sua rival em confronto amoroso.Nowak, que é capitã da Marinha e possui três filhos, foi para o Aeroporto Internacional de Orlando com uma jaqueta escondendo seu rosto e escoltada pela polícia, enquanto as câmeras a seguiam.A astronauta foi libertada de uma prisão na Flórida na terça-feira após pagar uma fiança de US$ 25 mil, disseram testemunhas. Segundo a polícia, ela achava que Collen Shipman, que é Capitão da Força Aérea tinha um relacionamento com o astronauta William Oefelein, piloto da Marinha que integrou a tripulação do Discovery numa missão à Estação Espacial Internacional em dezembro do ano passado.De acordo com um juiz de Orange County, a astronauta poderia ser solta por US$ 15.500 se ela ficasse longe de Shipman e usasse um dispositivo que a monitorasse.Lisa Nowak, que integrou a tripulação do ônibus espacial Discovery em julho do ano passado, também foi acusada de agressão física, tentativa de roubo e destruição de provas, segundo documentos judiciais.O crimeSegundo os jornais internacionais, Nowak disse que foi de Houston a Orlando sem parar, usando uma fralda para não ter de ir ao banheiro. Chegando na cidade, ela seguiu Shipman até o seu carro, que estava parado em um estacionamento.Shipman teria então se trancado no carro, mas abaixou a janela quando Nowak começou a chorar. A astronauta, disparou spray de pimenta o contra Shipman, que fugiu para pedir ajuda. Um policial seguiu Nowak e disse que ela estaria carregando uma peruca, um rifle de ar comprimido, um bastão de aço e uma faca. Além disso, ela teria cópias de e-mails trocados entre Oefelein e Shipman.No seu depoimento, Nowak disse que sua ligação com Oefelein era ?mais do que uma relação profissional, mas menos do que um romance?. Segundo ela, sua única intenção era a de assustar a sua rival, contando a ela a sua relação com Oefelein.Um porta-voz da Nasa, a Agência Espacial Americana, disse que a situação da capitã na agência continua a mesma. De acordo com o jornal americano Orlando Sentinel, Shipman é engenheira no 45º Esquadrão de Apoio a Lançamentos em uma base próxima ao Centro Espacial Kennedy.Os amigos de Nowak ficaram surpresos com as acusações e afirmaram que ficarão ao lado da astronauta neste "momento difícil".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.