Astronauta é o novo herói nacional da China

Logo depois de fazer história ao se transformar no primeiro astronauta chinês, o mais novo herói nacional da China disse que sua viagem para a órbita da Terra foi o melhor dia de sua vida. Líderes do governo chinês anunciaram, nesta quinta-feira, que pretendem seguir em frente com a exploração do espaço."Eu vi nosso planeta. É bonito demais", recordou o tenente-coronel Yang Liwei, primeiro astronauta da China, ao falar sobre a façanha com sua família logo depois de voltar da viagem. Pelo horário local, ele pousou exatamente às 6h23 da manhã depois de 21 horas e meia de vôo.Talvez seja difícil mensurar o prestígio obtido pela China dentro e fora de suas fronteiras ao se tornar o terceiro país a conseguir enviar um homem ao espaço, atrás apenas de Rússia e Estados Unidos.Depois do desembarque, Yang foi levado de helicóptero a Pequim e subiu a bordo de um ônibus, enquanto uma multidão se reunia para uma celebração em praça pública. Os jornais publicaram edições extraordinárias que se esgotaram rapidamente. Em entrevista à Televisão Central da China, Yang disse não ter visto a Grande Muralha, que se estende por milhares de quilômetros.Segundo o governo chinês, sua primeira missão tripulada ao espaço custou ao todo o equivalente a US$ 2,2 bilhões aos cofres públicos, ou menos de US$ 2 para cada um dos 1,3 bilhões de chineses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.