Ataque a assentamento judaico deixa 4 mortos na Cisjordânia

Um ou mais palestinos entraram nesta sexta-feira num assentamento judaico estabelecido na Cisjordânia e dispararam contra seminaristas judeus, reunidos para um jantar de sabá num salão da comunidade, informou o Exército de Israel. Quatro pessoas morreram e oito ficaram feridas. Um pistoleiro foi morto mais tarde, informou o Exército. Ainda não estava claro se ele tinha cúmplices. Nenhum grupo assumiu imediatamente a autoria do atentado contra Otniel, um assentamento judaico nos arredores de Hebron, no sul da Cisjordânia. O Exército e a polícia informaram que o homem armado abriu fogo contra o salão de jantar de Otniel quando os seminaristas estavam reunidos para celebrar o sabá. O ataque ocorre um dia depois de soldados israelenses terem morto oito palestinos em ações militares na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, sendo seis militantes procurados e dois civis desarmados. No passado, milícias palestinas promoveram retaliações a operações israelenses como as de ontem. O ataque de hoje ocorre num momento de relativa calma. Há pelo menos um mês não ocorrem ataques palestinos dentro de Israel, apesar de um rabino ter sido assassinado na semana passada, numa emboscada na Faixa de Gaza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.