Ataque a bar deixa 8 mortos em Cancún, no México

Um ataque realizado na madrugada desta terça-feira em um bar de Cancún, no México, deixou oito mortos, de acordo com informações de autoridades locais. Homens não identificados lançaram coquetéis molotov dentro do local e bloquearam a porta, matando seis mulheres e dois homens na cidade litorânea, que é famosa entre turistas.

AE, Agência Estado

31 de agosto de 2010 | 13h44

O bar já teria sofrido duas tentativas de extorsão, aparentemente por membros do cartel Los Zetas. O ataque de hoje destruiu o bar, em uma área residencial não frequentada pelos turistas, segundo as autoridades.

O grupo Los Zetas foi formado por ex-paramilitares, nos anos 1990. O grupo nasceu como uma dissidência do Cartel do Golfo e, hoje, as duas quadrilhas disputam rotas do tráfico de drogas. Membros de Los Zetas são apontados como suspeitos pelo massacre da semana passada que vitimou 72 imigrantes ilegais, que tentavam entrar nos Estados Unidos. Também são acusados por sequestros e extorsões.

Cancún tem sofrido com ataques esporádicos e a descoberta ocasional de corpos vítimas da violência no país. Em 2006, o presidente Felipe Calderón lançou uma guerra contra os narcotraficantes e enviou dezenas de milhares de soldados para enfrentar o problema. Desde então, mais de 28 mil pessoas morreram pela violência relacionada às drogas, segundo dados oficiais. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.