Ataque a base naval deixa ao menos 4 mortos no Paquistão

Militantes atacaram uma base naval paquistanesa no domingo, matando ao menos quatro pessoas, disseram autoridades, no mais recente ataque a uma instalação militar fortemente vigiada no Paquistão.

FAISAL AZIZ, REUTERS

22 de maio de 2011 | 17h27

Tahir Naveed, autoridade policial, disse que os agressores estavam dentro da base Mehran, em Karachi, lutando com o pessoal da base.

Testemunhas disseram que podiam ouvir tiros e ver fumaça saindo do local. Autoridades afirmaram que entre 15 e 20 agressores estavam dentro da base, e que eles atacaram três hangares com aeronaves. Relatos apontam para oito explosões.

"Três hangares foram atingidos. Há alguns danos às aeronaves e helicópteros", disse uma autoridade de Inteligência.

Ao menos uma dúzia de ambulâncias estava estacionada fora da base, esperando para levar feridos ao hospital. Reforços militares e paramilitares do Paquistão foram chegando, com quatro veículos que transportam cerca de 10 soldados.

Militantes do Taliban, que prometeram vingar a morte do ex-líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, por forças especiais dos EUA, têm realizado vários ataques desde a sua morte, em 2 de maio.

Uma autoridade de Inteligência disse que quatro pessoas haviam sido mortas e cinco feridas no ataque em Karachi.

O primeiro-ministro paquistanês, Yusuf Raza Gilani, condenou o ataque "terrorista" na base naval.

"Tal ato covarde de terrorismo não pode impedir o compromisso do governo e do povo do Paquistão no combate ao terrorismo", disse Gilani, em comunicado.

(Reportagem de Faisal Aziz, Kamran Haider e Imtiaz Shah)

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOATAQUEMATA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.