Ataque a bomba mata 8 em procissão xiita no Paquistão

Um ataque a bomba reivindicado pelo Taleban matou oito pessoas e feriu outras 30 perto de uma procissão de muçulmanos xiitas no noroeste do Paquistão neste sábado. Entre os mortos estavam quatro garotos.

ANGELO IKEDA, Agência Estado

24 de novembro de 2012 | 16h53

Os xiitas são minoria no Paquistão, dominado pelos sunitas, e celebram agora o mês sagrado de Muharram. As celebrações terminam no domingo, o dia mais sagrado do ano para os muçulmanos xiitas.

A bomba de 10 quilos, acionada por controle remoto, explodiu nos arredores de Dera Ismail Khan, na província de Khyber Pakhtunkhwa, segundo a polícia. A bomba estava escondida em um cesto de lixo na rota da procissão e a explosão pôde ser ouvida a vários quilômetros de distância.

"Nós realizamos o ataque contra a comunidade xiita", disse o porta voz do Taleban Ehsanullah Ehsan, por telefone. "O governo pode tomar quaisquer medidas de segurança, mas não pode impedir nossos ataques." De acordo com Ehsan, o Taleban enviou mais de 20 terroristas suicidas a várias partes do país para realizar ataques contra a minoria xiita.

Na quinta-feira, um ataque suicida também reivindicado pelo Taleban deixou 23 mortos em uma procissão xiita na cidade de Rawalpindi. Este foi o pior ataque no país em cinco meses.

Logo após esse ataque, as autoridades bloquearam os sinais de telefonia celular em grandes cidades, já que os aparelhos são geralmente usados para detonar as bombas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ataquebombaPaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.