Ataque a bomba no Egito mata cinco militares

Uma bomba cujo alvo era um veículo militar blindado deixou seis militares mortos e outros dois feridos no Egito, no norte do Sinai, região de violência militante islâmica, neste domingo, disseram militares do Egito.

REUTERS

12 de abril de 2015 | 10h44

O exército afirmou em um comunicado que "terroristas e elementos extremistas" estavam por trás do ataque a um veículo militar blindado na cidade de Sheikh Zuweid.

Uma conta do Twitter que se diz a conta oficial da Província Sinai, um grupo militante que promete lealdade ao Estado Islâmico, assumiu a reponsabilidade pelo ataque.

O norte do Sinai é o centro de uma insurgência que já matou centenas de integrantes das forças de segurança desde meados de 2013, quando o então comandante do Exército, Adbel Fattah al-Sisi, derrubou o presidente islâmico Mohamed Mursi depois de grandes protestos contra o mandatário. Sisi foi eleito presidente no ano passado com grande vantagem.

(Reportagem de Yusri Mohamed em Ismailia, Ahmed Tolba em Cairo)

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOATAQUEMORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.