Ataque à casa presidencial na Somália deixa seis mortos

Um grupo armado atacou nesta sexta-feira tropas do governo somali com mísseis e seqüencia de tiros em frente à residência presidencial em Mogadiscio, deixando pelo menos seis mortos.A investida foi feita por tropas leais ao clã liderado por Mohamed Qanyare Afrah, rival de Yusuf.Segundo o membro da guarda presidencial, Ali Mohammed, todos os mortos fazem parte dos rebeldes, que são seguidores de Qanyare e outros dez rebeldes foram presos."Homens armados chegaram e atiraram contra uma das entradas do palácio presidencial. As pessoas perceberam e fugiram", disse o civil, Mohammed Said Dore, que estava no local.O oficial do governo Abdiqadir Hussien Hassan disse não saber o que provocou o ataque, embora saiba que Qanyare controla há muito tempo uma boa parte da área de Mogadiscio."Estamos tentando normalizar a situação", disse Hassan.Ataques contra tropas governamentais e etíopes aumentaram nos últimos dias, após a chegada inesperada do presidente somali nesta segunda-feira, Abdullahi Yusuf, à Mogadiscio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.