Ataque a centro de treinamento mata cinco em Angola

Rebeldes da Unita atacaram numa cidade rural um centro de treinamento de professores administrado por uma instituição de caridade, matando cinco pessoas e seqüestrando dois estudantes, segundo notícias divulgadas hoje. A guerrilha invadiu o colégio nos arredores de Benguela, cerca de 400 km ao sul de Luanda, no amanhecer de terça-feira, divulgou a rádio católica Ecclesia. Sete pessoas teriam ficado feridas no ataque.O centro de treinamento para angolanos de 18 a 25 anos é administrado pela organização Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo, um grupo sem fins lucrativos criado na Dinamarca e que agora tem sua sede no Zimbábue. Os rebeldes destruíram o gerador de eletricidade da escola e promoveram saques antes de serem expulsos por milicianos locais e unidades da defesa civil, divulgou a Ecclesia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.