Ataque a estação de energia deixa 7 mortos no Paquistão

Supostos militantes do Taleban destruíram uma estação de energia no noroeste do Paquistão nesta terça-feira, matando pelo menos sete pessoas e prejudicando o fornecimento de energia para a região.

Agência Estado

02 de abril de 2013 | 11h13

O ataque, realizado de madrugada, explodiu a estação de energia que ficava na periferia de Peshawar, capital da província de Khyber Pakhtunkhwa, que fica ao longo da fronteira com o Afeganistão.

Extremistas do Taleban paquistanês, que atuam em proximidade com a Al-Qaeda e operam de forma independente do Taleban afegão, estão baseados em partes das regiões tribais próximas a Peshawar. Sua campanha de violência, concentrada na província, cuja população é predominantemente pashtun, parece estar se intensificando com a proximidade das eleições nacionais, marcadas para 11 de maio.

Shaukat Afzal, porta-voz da Companhia de Energia Elétrica de Peshawar, disse que o ataque ocorreu por volta das 2h (horário local) e veio de "diferentes ângulos". "Eles atacaram nossa estação, atearam fogo, quebraram objetos e então colocaram as bombas, que foram detonadas", disse Afzal.

Segundo ele, quatro funcionários da empresa foram mortos, juntamente com três policiais. Outros quatro funcionários foram "levados" pelos homens que realizaram o ataque, afirmou o porta-voz.

Os corpos de algumas das vítimas foram encontrados em locais próximos. O ataque derrubou o fornecimento de energia elétrica na região, mas na tarde desta terça-feira o fornecimento já estava "totalmente restaurado", disse Afzal.

De acordo com Noor Bashar, policial de delegacia de Budha Berh, mais de 40 homens atacaram o local. "Nós encontramos dois corpos dentro da estação. Eles sequestraram nove pessoas, mas mataram cinco delas e levaram os demais quatro com eles", afirmou Bashar.

Nenhum grupo havia assumido a autoria do ataque que, acredita-se, tenha sido realizado pelo Taleban paquistanês, grupo conhecido como Tehreek-i-Taliban Pakistan. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoataqueenergia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.