Ataque a fábrica de armas deixa 46 mortos no Paquistão

Dois ataques suicidas perpetrados hoje contra a principal fábrica de armas no Paquistão deixaram pelo menos 46 mortos e 70 feridos. Os suicidas detonaram os explosivos em dois acessos ao complexo no momento que diversos trabalhadores saíam da fábrica em Wah, uma cidade fortificada situada a pouco mais de 30 quilômetros de Islamabad, capital do país. Um contingente de soldados e policiais cercou o local atacado e impediu a aproximação de jornalistas.Maulvi Umar, um porta-voz dos milicianos pró-Taleban que atuam no Paquistão, reivindicou a autoria do duplo ataque suicida em nome dos rebeldes. Umar afirmou que a ação de hoje foi uma retaliação aos ataques aéreos promovidos pelas forças paquistanesas em Bajur, um bastião rebelde perto da fronteira com o Afeganistão.Umar advertiu ainda que os insurgentes promoverão ações similares em outras importantes cidades do Paquistão, inclusive em Islamabad, a não ser que as Forças Armadas do país cessem suas operações contra eles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.