Ataque a mesquita deixa 27 mortos e 63 feridos no Iraque

Uma série de morteiros foi lançada nesta quinta-feira sobre a principal mesquita da cidade de Kufa, deixando pelo menos 27 mortos e 63 feridos. Milhares de seguidores do religioso radical Muqtada al-Sadr estavam reunidos ao redor da mesquita, se preparando para uma marcha até a cidade vizinha, Najaf, quando caíram os morteiros.Um dirigente local da milícia Mahdi, controlada por al-Sadr, disse à agência internacional de notícias Associated Press que um morteiro caiu sobre a mesquita e outros dois perto da entrada do templo. Os corpos das vítimas ficaram espalhados pelo local até serem empilhados no jardim da igreja. Ambulâncias chegaram às pressas e levaram os feridos para um hospital da região. Na frente do hospital, uma multidão revoltada se reuniu para protestar contra o ataque.Ainda não se sabe quem disparou os morteiros. O exército norte-americano tem combatido rebeldes xiitas leais a al-Sadr em Najaf nas últimas três semanas. O maior dirigente xiita do Iraque, aiatolá Ali Jusseini Al-Sistani, voltou ao país nesta quarta-feira, após passar quase três semanas em Londres (Inglaterra), e está a caminho de Najaf para tentar negociar o fim dos combates.Poucas horas depois do ataque à mesquita, homens armados não identificados abriram fogo contra milhares de xiitas que marchavam para Najaf. Pelo menos uma pessoa morreu, disseram testemunhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.