Ataque a ministério iraquiano mata 29

Rebeldes explodiram um carro-bomba e lançaram dois morteiros contra o Ministério do Interior, durante as comemorações do Dia da Polícia Nacional, matando 29 pessoas e ferindo outras 18, informam autoridades. O embaixador americano e os ministros iraquianos da Defesa e do Interior participavam das solenidades, mas estavam num local afastado do atingido pelos ataques.Também hoje, nota publicada na internet e assinada por Abu Musab al-Zarqawi, líder do grupo terrorista Al-Qaeda no Iraque, criticou os árabes sunitas por terem tomado parte nas eleições parlamentares de dezembro, afirmando que, com essa atitude, a comunidade "jogou um salva-vidas" para a política americana no Iraque, e autoridades dos EUA anunciaram que oito militares americanos e quatro civis morreram na queda de um helicóptero no sábado. Com isso, já são 28 os americanos mortos no Iraque desde a última quinta-feira, e o total da guerra chega a 2.207.A onda de ataques ao Ministério do Interior teve início com a explosão do carro-bomba nas proximidades do posto de segurança na entrada do complexo. Menos de uma hora depois, dois morteiros caíram a cerca de 800 metros do oocal onde os policiais celebravam o Dia da Polícia Nacional.Em outros atos de violência cometidos nesta segunda-feira, homens armados assassinaram um juiz de instrução em Kirkuk. Ontem, cinco corpos, amarrados, vendados e mortos a tiros, foram encontrados em Bagdá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.