REUTERS/Stephen Lam
REUTERS/Stephen Lam

Ataque a tiros em unidade da UPS de São Francisco deixa 4 mortos

Empresa de postagens confirmou em comunicado que atirador é um de seus funcionários; ele se matou no local

O Estado de S.Paulo

14 de junho de 2017 | 15h07
Atualizado 14 de junho de 2017 | 16h55

LOS ANGELES - O número de mortos em um ataque a tiros ocorrido nesta quarta-feira, 14, em um centro de postagens da empresa de envio de encomendas UPS no bairro Potrero Hill, em São Francisco, subiu para quatro, segundo canais de TV locais. Um dos mortos é o atirador.  

O jornal San Francisco Chronicle, que citou como fontes autoridades locais, afirmou que há vários feridos. Inicialmente, o número de mortos divulgado era de dois. 

A UPS afirmou em um comunicado que o atirador é um de seus funcionários. Depois de atirar em colegas de trabalho, o suspeito virou uma arma para si quando confrontado pela polícia, de acordo com a NBC Bay Area e a ABC 7. Ele morreu em um hospital da região, disseram as emissoras, citando fontes policiais.

A polícia de São Francisco disse que o local estava seguro, mas não ofereceu informações de imediato sobre as vítimas.

Uma imagem do local mostrou uma enorme presença policial perto da instalação, com funcionários sendo conduzidos para o lado de fora e se abraçando na calçada.

"A UPS confirma que houve um incidente envolvendo funcionários dentro das instalações da empresa em São Francisco nesta manhã", afirmou a empresa em comunicado, acrescentando que a polícia tinha controle da situação. / EFE, Ansa e Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
Estados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.