Ataque a tiros mata 20 soldados no Iêmen

Homens armados mataram 20 soldados iemenitas em um ataque durante a madrugada desta segunda-feira a um posto de controle militar do país, no mais recente episódio de uma onda de violência atribuída a Al-Qaeda. O ataque ocorreu na província de Hadramawt, no leste do Iêmen, onde as forças de segurança sofreram repetidas baixas que levaram o presidente do país, Abdrabuh Mansur Hadi, a substituir o seu ministro do Interior este mês.

AE, Agência Estado

24 de março de 2014 | 12h01

"Vinte soldados foram mortos no ataque armado a um posto de controle do exército" perto de Reida, 135 quilômetros a leste da capital provincial Mukalla, informou a agência de notícias oficial do Iêmen, Saba.

Os agressores dirigiram até o posto de controle em um comboio de veículos, atacando os soldados de plantão com armas automáticas antes de arremessar granadas contra uma tenda ao lado, onde a maioria dos militares estava dormindo, disse uma fonte militar à AFP. O ataque contém "todas as marcas da Al-Qaeda", segundo a fonte.

O novo ministro do Interior, Abdo Tareb, ordenou que o chefe de segurança da província, general Fahmi Mahrus, e o comandante das forças especiais sejam interrogados sobre como os agressores conseguiram emboscar o posto de controle, acrescentou a agência. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Iêmenataquesoldadosmortesal-qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.