Ataque a uma base aérea no Paquistão deixa nove mortos, a maioria insurgentes

Doze rebeldes invadiram o local vestindo uniformes militares e munidos de granadas

Agência EFE,

16 de agosto de 2012 | 02h38

ISLAMABAD - Um ataque promovido por rebeldes contra a base aérea de Kamra, no norte do Paquistão, na madrugada desta quinta-feira, 16, deixou um saldo, até o momento, de nove mortos e seis feridos. Dos nove mortos, oito pertencem ao comando insurgente responsável pela ação criminosa, informou um dos militares da região.

 

 

O ataque teve início quando um grupo formado por 12 insurgentes entrou na base usando uniformes militares e começou a disparar e a lançar granadas, disse o porta-voz da Força Aérea, Tariq Mehmood. Durante as três horas de tiroteio, um membro da segurança privada do local morreu e outros seis guardas ficaram feridos. No começo da manhã, as forças de segurança retomaram o controle da base e mataram sete dos rebeldes. O corpo de um oitavo foi encontrado posteriormente.

 

A base de Kamra fica junto à cidade de Attock, localizada a 100 quilômetros da capital paquistanesa, e abriga normalmente cerca de 30 aeronaves das Força Aérea; uma delas foi danificada. Até agora, nenhum grupo armado assumiu a autoria do ataque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.