Ataque aéreo da Otan mata sete no Afeganistão

Um ataque aéreo da coalizão matou sete civis no Afeganistão, entre eles três crianças, segundo funcionários afegãos. É o mais recente fato que pode piorar as relações entre as forças lideradas pelos Estados Unidos e o governo local, informa o Wall Street Journal.

AE, Agência Estado

26 de março de 2011 | 13h52

Um helicóptero da coalizão atacou na noite de sexta-feira o distrito de Now Zad, na província de Helmand, segundo um comunicado do governador provincial. A operação de sexta-feira, que atacou um líder do Taleban, resultou apenas na morte de civis, segundo o governador.

Um comunicado da coalizão liderada pelos Estados Unidos afirmou mais cedo neste sábado que uma investigação está em andamento, após um número não especificado de corpos de civis terem sido encontrados no local de um ataque aéreo. A ação tinha como alvo dois veículos que levariam rebeldes do Taleban.

Um porta-voz da coalizão não confirmou as sete mortes, nem disse se insurgentes foram mortos na ação.

Desde o começo de março, as forças lideradas pelos EUA mataram cerca de 20 civis afegãos, em sua maioria crianças, gerando condenação pública e piorando a relação já tumultuada com o presidente afegão, Hamid Karzai.

Na quarta-feira, dois civis afegãos foram mortos na província de Khost, no leste do país, e nove crianças morreram em um ataque anterior neste mês em Kunar. O secretário de Defesa norte-americano, Robert Gates, desculpou-se pessoalmente com Karzai pelo erro de Kunar.

Um relatório recente das Nações Unidas afirma que 2.777 civis afegãos foram mortos em 2010 - cerca de três quartos deles vítimas da atividade insurgente. O número representa um avanço de 28% em comparação com o ano anterior.

As mortes de civis cometidas pela coalizão diminuíram nos últimos anos, mas ainda acontecem, sobretudo em ataques aéreos, que mataram 171 civis em 2010, de acordo com o relatório da ONU. Karzai várias vezes pediu para que não sejam realizados ataques aéreos, sem sucesso.

Também neste sábado, um soldado da coalizão morreu em um ataque insurgente no sul afegão, informou um comunicado. Com isso, subiu para 99 o número de soldados estrangeiros mortos até agora este ano no país, segundo o site independente icasualties.org..As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoOtanviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.