Mohammed Salem/Reuters
Mohammed Salem/Reuters

Ataque aéreo de Israel mata dois militantes palestinos

'Nós não vamos deixar ninguém atirar foguetes em nós e achar que pode sair impune', disse o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu

AE, Agência Estado

22 de outubro de 2012 | 10h34

FAIXA DE GAZA - Israel bombardeou a Faixa de Gaza nesta segunda-feira, 22, e matou dois militantes palestinos, em resposta a disparos de morteiros contra tropas israelenses. "Nós não vamos deixar ninguém se armar e atirar foguetes em nós e achar que pode sair impune", afirmou o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Veja também:

linkIsrael e EUA realizam maior exercício militar conjunto

linkConstruções em Jerusalém prosseguirão, diz Netanyahu

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

O Hamas, que governa a Faixa de Gaza, afirmou em uma mensagem de texto enviada para repórteres que um dos homens mortos era integrante de sua ala militar. Outro grupo palestino, o Comitê de Resistência Popular, disse em e-mail que o segundo morto fazia parte da organização.

"Nós os atacamos antes, nós atacamos depois e vamos impedi-los de se armarem", afirmou Netanyahu. O Hamas disse que o "inimigo não conseguirá torcer nosso braço" e prometeu retaliar.

As informações são da Associated Press.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Faixa de GazaviolênciaIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.