Ataque aéreo dos EUA deixa mais de 30 insurgentes mortos no Paquistão

Rebeldes são acusados de praticarem golpes terroristas violentos no Afeganistão

Efe,

27 de setembro de 2010 | 03h05

ISLAMABAD - Mais de 30 insurgentes da rede fundamentalista Haqqani morreram em um ataque americano com helicópteros na região do Waziristão do Norte, fronteiriça com o Afeganistão, na sexta-feira, 24, segundo informaram hoje fontes oficiais.

Os insurgentes da Haqqani são acusados por praticarem alguns dos golpes terroristas mais violentos no Afeganistão, segundo uma fonte do Exército dos EUA citada nesta segunda-feira, 27, pelo canal privado Dawn.

 

A Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) assegurou em comunicado emitido no domingo, 26, à noite que os insurgentes tinham atacado previamente com fogo direto e indireto o posto de combate de Narizah, uma base do exército afegão no distrito de Tani, situado na província oriental de Khost, a poucos quilômetros do Paquistão.

 

"Uma equipe de armas aéreas na região observou o fogo inimigo, e seguindo as normas de participação da Isaf, cruzou em direção à zona do fogo inimigo", confirmou em comunicado a organização. "Os aviões da Isaf envolveram-se e mataram mais de 30 insurgentes", acrescentou em sua nota. A Isaf lançou um segundo ataque com dois helicópteros no mesmo lugar no sábado, 25,no qual morreram mais insurgentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.