Yahya Arhab/Efe
Yahya Arhab/Efe

Ataque aéreo dos EUA e combates matam 26 integrantes da Al Qaeda

Combates começaram depois que militantes invadiram usina elétrica

Efe,

03 Maio 2012 | 16h32

SANA - Pelo menos 26 supostos integrantes da rede terrorista Al Qaeda morreram nesta quinta-feira, 3, em combates com o exército iemenita e em um ataque de uma aeronave dos Estados Unidos na província de Abien, informaram à agência Efe fontes militares.

O bombardeio do avião não-tripulado americano em Zinyibar, capital de Abien, matou seis terroristas. As outras mortes aconteceram em confrontos nos quais as tropas repeliram ataques de radicais em outras regiões da província.

Outros 12 supostos militantes da Al Qaeda morreram em enfrentamentos com o exército iemenita nos arredores da cidade de Lauder, em Abien.

Aparentemente, os combates começaram depois que os militantes radicais atacaram uma usina elétrica dessa cidade, sob o assédio dos terroristas que pretendem tomar seu controle há semanas.

O Ministério da Defesa iemenita informou, por sua vez, que outros oito supostos terroristas perderam a vida em um tiroteio entre tropas governamentais e um grupo de homens armados que tinha lançado uma operação contra um posto militar situado entre as regiões de Merqed e Bashdar, no leste de Zinyibar.

A Al Qaeda e grupos próximos como "Anshar al-Sharia" contam com campos de treinamento no sul do Iêmen, onde controlam um bom número de povoados.

A instabilidade no Iêmen aumentou desde a eclosão, há mais de um ano, da revolta contra o regime de Ali Abdullah Saleh, cuja saída definitiva do poder ocorreu no fim de fevereiro passado com a posse do anterior vice-presidente, Abdo Rabbo Mansour Hadi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.