REUTERS/Ammar Abdullah
REUTERS/Ammar Abdullah

Ataque aéreo em hospital na Síria deixa 10 mortos

Segundo Observatório Sírio de Direitos Humanos, governo sírio e aviões militares russos aliados operam no país, mas ainda não se sabe quem realizou o atentado

O Estado de S.Paulo

06 Agosto 2016 | 17h02

BEIRUTE - Um ataque aéreo contra um hospital no noroeste da Síria neste sábado, 6, matou 10 pessoas, incluindo crianças, informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

O hospital, localizado na cidade de Meles, está a cerca de 15 km da cidade de Idlib, controlada por rebeldes.

O governo sírio e aviões militares russos aliados operam na Síria, mas não se sabe quem realizou o ataque, informou o Observatório.

Grupos humanitários pediram repetidamente a suspensão de ataques a instalações médicas. Opositores sírios afirmam que as forças sírias e russas têm como alvo prédios médicos.

A Sociedade Médica Síria-Americana (SAMS, na sigla em inglês) disse que julho foi o mês com mais ataques a centros de saúde em cinco anos de conflito na Síria.

"Houve 43 ataques a instalações de saúde na Síria em julho - mais do que um ataque por dia", disse a SAMS em uma declaração.

O governo sírio também acusa os rebeldes de atingir alvos médicos na cidade de Alepo. / Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.