Ataque aéreo israelense mata militante em Gaza

Um ataque aéreo israelense nesta quarta-feira, no sul da Faixa de Gaza, matou um militante que dirigia uma motocicleta na cidade de Rafah, na fronteira com o Egito. Médicos palestinos identificaram a vítima como Ghaleb Ermilat, de 21 anos. Uma outra pessoa ficou ferida.

AE, Agência Estado

20 de junho de 2012 | 09h24

Moradores locais disseram que Ermilat pertencia às Brigadas Ezzedine al-Qassam Brigades, braço armado do Hamas, grupo que governa a Faixa de Gaza. Sua morte elevou para sete o número de palestinos mortos em três dias de violência nas proximidades de Gaza. Seis pessoas ficaram feridas neste período.

Em comunicado, o Exército israelense disse que o alvo da Força Aérea era "um membro da jihad global envolvido no planejamento e execução de um ataque terrorista na segunda-feira, dia 18 de junho, contra trabalhadores da construção civil israelenses na fronteira entre Israel e Egito, durante o qual um civil israelense foi morto".

Durante o ataque de segunda-feira, pelo menos três militantes entraram no sul de Israel, a partir do Sinai, e emboscaram dois carros de civis que levavam trabalhadores israelenses da construção civil, matando um deles. A reação das forças de segurança israelenses deixou dois dos militantes mortos. Acredita-se que o terceiro homem tenha fugido de volta para o Egito.

Na terça-feira, um grupo islamita anteriormente desconhecido assumiu a responsabilidade pelo ataque em mensagem de vídeo, segundo o serviço de monitoramento SITE Intelligence. O vídeo, gravado pelo "Conselho da Shura Mujahidin de Jerusalém", mostram dois homens em frente a uma bandeira negra da Al-Qaeda dizendo que estavam para realizar um ataque contra Israel. Um deles disse ser egípcio e o outro saudita.

Militantes de Gaza lançaram uma barragem de foguetes contra Israel nesta quarta-feira, ataque que foi revidado com várias ações aéreas israelenses. Segundo o Exército israelense, 12 foguetes foram disparados no final da manhã desta quarta-feira e aviões israelenses atingiram sete alvos. Segundo os militantes, mais de 50 foguetes foram lançados em direção a Israel desde terça-feira. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelpalestinosGazaataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.