Ataque aéreo no leste da Síria mata 12 pessoas

Aviões de guerra do governo da Síria atingiram nesta quarta-feira um reduto de grupos militantes islâmicos no leste do país, matando ao menos 12 pessoas, disseram ativistas da oposição.

AE, Agência Estado

25 de junho de 2014 | 17h01

Os ataques aéreos sobre a cidade de Raqqa, que está sob o controle do grupo terrorista Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL) por mais de um ano, parece ser parte de uma campanha do governo sírio contra a insurgência jihadista que invadiu diversas cidades no vizinho Iraque.

O Observatório Sírio-Britânico para os Direitos Humanos informou que os jatos atacaram alvos próximo à capital da província de Raqqa, incluindo um mercado e a sede do EIIL.

Um outro grupo ativista, os Comitê de Coordenação Local, que tem sede na Síria, também relatou os ataques, dizendo que cinco pessoas foram mortas apenas um dos ataques.

Um ativista da oposição em Raqqa relatou sete ataques aéreos na quarta-feira sobre a cidade de cerca de 500 mil habitantes. O oposicionista, que atende pelo nome de Abu Noor, disse em uma entrevista por Skype que 13 corpos de civis foram identificados. Ele disse que o número de mortos provavelmente vai aumentar devido ao grande número de feridos em vários ataques ao redor da cidade.

Os ativistas disseram que apenas um dos ataques aéreos atingiu a sede do EIIL na cidade, enquanto outros atingiram outras áreas, incluindo um mercado.

O EIIL luta junto com outros grupos rebeldes para derrubar o presidente da Síria, Bashar Assad. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Síriaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.