Ataque americano contra ´terroristas´ gera polêmica no Iraque

Tropas dos Estados Unidos mataram quatro supostos terroristas e detiveram outros 15, suspeitos de manter vínculos com a rede terrorista Al-Qaeda, segundo comunicado divulgado nesta quinta-feira, 29, pelo Exército.Segundo o relato, os soldados entraram em um edifício na cidade de Mossul, a 400 quilômetros ao norte de Bagdá, para prender suspeitos e foram recebidos a tiros por quatro homens. A cidade é a terceira maior cidade do Iraque, depois de Bagdá e Basra, e é considerada um dos redutos da resistência sunita.O comunicado acrescenta que a operação foi o resultado de uma ampla investigação sobre milicianos estrangeiros na região.Entretanto, uma versão da Polícia local coloca a ação em contradição. Segundo denúncia, as forças americanas entraram em uma casa e mataram o pai de uma família, Zuyur Mohammed Khalil, e três de seus filhos (com idades entre 15 e 20 anos), além de deter outros dois membros. Fontes policiais acrescentaram que os militares explodiram a porta da casa onde morava a família e invadiram o local.De acordo com o comunicado dos EUA, as forças da coalizão detiveram também nove homens em Bagdá, que supostamente teriam oferecido ajuda a milicianos vinculados com a Al Qaeda.Além disso, as tropas americanas capturaram outros quatro supostos terroristas no oeste de Bagdá.Matéria ampliada às 11h40 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.