Ataque ao Twitter teve blogueiro da Geórgia como alvo

Hackers russos teriam derrubado as principais redes sociais da internet

AP E EFE, O Estadao de S.Paulo

08 de agosto de 2009 | 00h00

O ataque que tirou do ar, na quinta-feira, as redes sociais virtuais Twitter, Facebook e o serviço de blogs LiveJournal foram obra de hackers da Rússia contra um blogueiro da Geórgia. Eles teriam travado um novo capítulo da guerra entre russos e georgianos, que ontem completou um ano.O alvo dos ataques teria sido feitos contra um blogueiro da Geórgia que usa o pseudônimo de "Cyxymu". A informação foi passada ao site de notícias CNet News por Max Kelly, principal executivo de segurança do Facebook, que também enfrentou problemas. "Foi um ataque simultâneo a vários sites com o objetivo de mantê-lo (Cyxymu) calado", disse Kelly. "É preciso se perguntar quem se beneficiaria com isso, pensar no que essas pessoas fizeram e no desprezo que elas têm pelo resto dos usuários da internet."Os ataques foram uma retaliação à acusação de Cyxymu de que a Rússia invadiu a Geórgia para dominar as duas regiões separatistas da Ossétia do Sul e da Abkázia. O blogueiro denunciava também as movimentações militares da Rússia e de separatistas ossétios. Em entrevista à CNN, ele disse que seu verdadeiro nome é George - Cyxymu seria o nome de sua cidade natal, a capital da Abkázia, escrito em russo e digitado em caracteres latinos.Cyxymu, de 34 anos, morador de Tbilisi, capital da Geórgia, acredita que o ataque teve motivação política e foi planejado para coincidir com o aniversário de um ano do conflito.O especialista russo em internet, Anton Nosik, confirmou ontem as informações ao site Gazeta.ru. Ele se disse convencido da participação no ataque do Nashi ("Os Nossos"), grupo juvenil pró-Kremlin, que já teria usado a mesma estratégia em episódios anteriores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.