Ataque cardíaco mata o presidente de Malawi

O presidente do Malawi, Bingu wa Mutharika, de 78 anos, morreu na manhã de hoje, horas depois de sofrer um ataque cardíaco, informou uma fonte do hospital na capital Lilongwe. "Ele morreu... depois de duas horas de reanimação", pouco depois da meia-noite, afirmou a fonte, falando sob a condição de anonimato porque o governo do país africano ainda não havia feito um anúncio formal.

DOW JONES, Agência Estado

06 de abril de 2012 | 05h57

Segundo a rádio estatal, Mutharika teria sido levado de helicóptero para a África do Sul, nas primeiras horas do dia, para receber tratamento. A fonte do hospital, contudo, disse que ele foi levado à África do Sul para ser embalsamado.

Nem o governo sul-africano nem funcionários do hospital em Johanesburgo poderiam comentar sobre Mutharika, dizendo que apenas o governo de Malawi estava autorizado a falar sobre o presidente.

Conforme a Constituição, Mutharika deve ser sucedido pela vice-presidente Joyce Banda. Mas sua posse pode criar novas tensões políticas, porque Mutharika a expulsou do partido governista em 2010 e escolheu seu irmão como herdeiro político em vez dela.

Tudo o que sabemos sobre:
Malawipresidentemorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.