Ataque com bomba mata um e fere três em Yangun

Atentado acontece na véspera do primeiro aniversário dos protestos dos monges a favor da democracia

Efe,

25 de setembro de 2008 | 03h42

Pelo menos uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas nesta quinta-feira, 25, na explosão de uma bomba de fabricação caseira em Yangun, a maior cidade de Mianmar (antiga Birmânia), na véspera do primeiro aniversário dos protestos a favor da democracia dos monges budistas.   Uma testemunha disse à rádio da dissidência que viu um morto e três feridos no local, embora o dono de um restaurante na região tenha confirmado apenas a existência de feridos.   A bomba foi detonada às 10h30 locais (1 hora de Brasília) em um parque situado em frente à Prefeitura no centro da cidade, e as forças de segurança isolaram imediatamente a região, segundo testemunhas citadas pela dissidência na Tailândia.   A polícia e o Exército blindaram Yangun por ocasião dos protestos realizados há um ano, quando milhares de pessoas foram às ruas para exigir reformas democráticas da Junta Militar, no maior levante popular desde 1988, quando 3.000 ativistas morreram baleados por soldados birmaneses.

Tudo o que sabemos sobre:
MianmarRangun

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.