Ataque com drone americano mata líder do Taleban paquistanês

Mehsud liderava o grupo, uma coalizão de facções radicais ligadas ao Taleban afegão, desde 2009

O Estado de S. Paulo,

01 de novembro de 2013 | 15h35

ISLAMABAD - Um ataque com aviões não tripulados (drones) americanos matou nesta sexta-feira, 1, o líder do Taleban paquistanês, Hakimullah Mehsud, informaram fontes do governo e do grupo militante. Mehsud liderava o grupo, uma coalizão de facções radicais ligadas ao Taleban afegão, desde 2009. Ele era um dos homens mais procurados do Paquistão.

"Podemos confirmar que ele foi morto num ataque com drones", disse uma fonte do Exército paquistanês. O motorista e o guarda-costas do militante também foram mortos no ataque, confirmado a agência Reuters por quatro fontes ligadas ao governo e ao Taleban. Ainda de acordo com essas fontes, o ataque, que matou outros dois colaboradores próximos do líder taleban, deixou no total 25 vítimas.

Ao menos quatro mísseis foram disparados por drones no começo do dia contra uma residência fortificada em Danda Darpa Khel, na região tribal do Waziristão do Norte, um dos principais focos de insurgência islâmica do país.

O governo americano oferecia uma recompensa de US$ 5 milhões pela sua captura. Há quatro anos, Mehsud apareceu em um vídeo de despedida do homem-bomba que executou um atentado que matou sete agentes da CIA no Afeganistão, em 2009.

A morte do terrorista ocorre em meio a debates sobre possíveis negociações de paz entre o Taleban e o governo do primeiro-ministro Nawaz Sharif, eleito em maio. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Paquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.