Ataque com mísseis deixa 12 mortos no Paquistão

Mísseis supostamente disparados por forças dos Estados Unidos mataram 12 pessoas numa região tribal do Paquistão próxima à fronteira com o Afeganistão, segundo oficiais de serviços de inteligência.

AE-AP, Agência Estado

14 de agosto de 2010 | 16h31

O ataque deste sábado, no vilarejo de Issori, foi o primeiro deste tipo desde que o país foi atingido por fortes inundações, no fim de julho. Os EUA vêm tentando melhorar sua imagem pública no Paquistão através do envio de ajuda às vítimas das enchentes, mas o ataque mostrou que Washington não pretende abandonar uma tática que tem aumentado o sentimento anti-americano no país.

Os agentes de inteligência que confirmaram o ataque pediram para não serem identificados e disseram que pelo menos dois dos mortos nos ataques eram supostamente militantes.

A região do Waziristão do Norte, que abriga vários grupos militantes, tem sido o alvo quase exclusivo de ataques com mísseis nos últimos meses. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.