Ataque com mísseis dos EUA em região tribal paquistanesa deixa 20 mortos

Localidade, próxima à fronteira do Afeganistão, é conhecida como refúgio da Al-Qaeda

Efe

16 de novembro de 2010 | 08h31

ISLAMABAD - Pelo menos 20 pessoas morreram nesta terça-feira, 16, em um ataque com mísseis lançado por aviões não tripulados dos Estados Unidos na região tribal paquistanesa do Waziristão do Norte, informou o canal privado local "Express TV".

 

O ataque aconteceu na localidade de Ghulam Khan, próxima à fronteira com o Afeganistão, contra alvos insurgentes, segundo o canal de televisão.

 

O Waziristão do Norte é conhecido como refúgio de membros da rede terrorista Al-Qaeda e de outros grupos insurgentes, tanto afegãos quanto paquistaneses.

 

Os ataques com mísseis de aviões não tripulados americanos em território paquistanês começaram em 2004, mas a frequência das ações aumentou em 2008 e também este ano, sobretudo nos últimos dois meses.

 

O Governo americano vem pressionando o Exército do Paquistão a iniciar na região uma operação contra os taleban semelhante à realizada há pouco mais de um ano no vizinho Waziristão do Sul.

 

No entanto, o comando do país asiático está reticente e alega que já está envolvido em muitas ofensivas e nas tarefas de assistência aos afetados pelas enchentes das últimas semanas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.