Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
REUTERS
REUTERS

Ataque com mísseis mata único pediatra de bairro em Alepo

Bombardeio no bairro de maioria curda de Al Sheikh Maqsud, no norte da cidade síria, deixou também um número indeterminado de pessoas feridas

O Estado de S. Paulo

07 de setembro de 2016 | 12h54

DAMASCO - O único pediatra do bairro de maioria curda de Al Sheikh Maqsud, no norte da cidade síria de Alepo, morreu nesta quarta-feira, 7, devido ao impacto de vários mísseis, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Além do médico, natural da província de Deir ez-Zor, no nordeste do país, um número indeterminado de pessoas ficaram feridas pelos mísseis lançados por facções islamitas contra o distrito, em poder das Unidades de Proteção do Povo, milícias curdo-sírias.

Os disparos de mísseis por grupos islamitas contra esse bairro de Alepo são frequentes, e os profissionais de medicina e hospitais se tornaram os principais alvos dos ataques na Síria.

O país sofre uma guerra civil desde março de 2011, que já deixou mais de 280 mil mortos, de acordo com a apuração do Observatório. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Síria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.