Ataque com míssil em zona tribal paquistanesa mata 4

Casa de um líder insurgente na área de Banu foi atingida; identidade dos mortos não foi informada

Efe,

16 de março de 2009 | 06h20

Pelo menos quatro pessoas morreram em um ataque com mísseis em uma zona tribal situada no noroeste do Paquistão, informou nesta segunda-feira, 16, uma fonte oficial paquistanesa que o atribuiu às forças americanas.

 

Segundo a fonte, citada pelo canal Geo TV, o míssil caiu neste domingo contra a casa de um líder insurgente na área de Banu, situada na conflituosa Província da Fronteira do Noroeste, mas próxima ao cinturão tribal.

 

"Ainda não foi confirmada a identidade dos mortos, e também não se sabe se entre as vítimas está algum alvo de valor", assegurou a fonte.

 

As demarcações tribais do Paquistão, que fazem fronteira com o Afeganistão, são refúgio de talebans afegãos e paquistaneses, além de membros da rede terrorista Al-Qaeda.

 

No último ano, as forças americanas destacadas no Afeganistão aumentaram a frequência de seus ataques, a maioria com aviões não tripulados, contra alvos da insurgência nessa faixa de fronteira.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.