Ataque com morteiros deixa seis mortos no sul de Bagdá

Seis civis iraquianos morreram e outros 31 ficaram feridos nesta segunda-feira em um ataque com bombas a um edifício e uma casa no sul de Bagdá, informaram à EFE fontes de segurança locais. A primeira bomba, que caiu em um edifício no bairro de Al Zafraniya, matou cinco pessoas e feriu outras 29, disseram as fontes, acrescentando que o ataque causou graves danos materiais no local. As fontes disseram que nesse edifício estão escritórios do partido Al Dawa, liderado pelo primeiro-ministro interino, Ibrahim al-Jaafari; e do partido Al-Fadila al-Islamiya, ambos xiitas. Segundo o relato, o outro projétil, que atingiu uma casa localizada a 300 metros do primeiro ataque, matou um civil e deixou outros dois feridos, além de vários danos em estabelecimentos vizinhos. Após o ataque, várias equipes de socorro foram ao local para levar os feridos e os corpos aos hospitais, disseram as fontes, que não descartaram a descoberta de outros corpos entre os destroços das casas atacadas. Este ataque aconteceu poucas horas depois que um atentado cometido por um suicida contra uma base militar conjunta americano-iraquiana em Tal Afar, no norte do Iraque, deixou um total de 30 mortos e mais 20 feridos.

Agencia Estado,

27 Março 2006 | 14h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.