AP Photo/Oded Balilty
AP Photo/Oded Balilty

Ataque cometido por palestino deixa 6 feridos em mercado israelense

Segundo testemunhas, o atirador abriu fogo contra um ônibus na entrada do mercado da cidade, em um dia no qual os israelenses fazem compras para o fim de semana

O Estado de S. Paulo

09 Fevereiro 2017 | 16h50

JERUSALÉM - Seis pessoas ficaram feridas nesta quinta-feira, 9, em um ataque com arma de fogo cometido por um palestino em um mercado na cidade israelense de Petah Tikva, ao leste de Tel-Aviv.

"Por volta das 16h45 (12h45 em Brasília), recebemos ligações sobre um ataque a tiros em Petah Tikva. O agressor foi localizado e neutralizado por civis e detido pela polícia com a arma na mão", informou a porta-voz policial Luba Samri.

O suspeito foi identificado pela polícia como um jovem de 18 anos do distrito palestino de Nablus, no norte do território ocupado da Cisjordânia. De acordo com o portal Ynet, trata-se de Sadok Nasser Abu Mazen, do povoado de Bita Al-Fuka.

Samri acrescentou que "no incidente, ficaram levemente feridos seis civis, que foram transferidos a diversos centros de saúde", alguns com ferimentos nas extremidades, três deles entre 30 e 50 anos.

Segundo testemunhas, o atirador abriu fogo contra um ônibus na entrada do mercado da cidade, em um dia no qual os israelenses fazem compras para o fim de semana. Posteriormente, o agressor atacou outras pessoas com uma chave de fenda que carregava, até ser rendido por civis que o perseguiram na fuga.

"Um jovem de 18 anos, residente em Nablus, abriu fogo na rua Baron Hirsch até que em certo momento parou de atirar e fugiu por uma rua. Vários civis o perseguiram e tentaram rendê-lo. Fugiu até entrar em uma loja de consertos de máquinas de costura e lá o detiveram e o desarmaram", resumiu o subcomissário Ami Ben David, porta-voz do Distrito Central da Polícia.

A última vez que um palestino tentou atacar um centro urbano israelense foi no início de janeiro, quando um caminhoneiro atropelou um grupo de soldados em Jerusalém, incidente que deixou 4 mortos e 12 feridos. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Israel Tel-aviv

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.