Farid Zahir/AFP
Farid Zahir/AFP

Ataque contra centro de registro de eleitores deixa ao menos 14 mortos no Afeganistão

País vive nova dinâmica de ataques insurgentes contra alvos eleitorais; próxima eleição parlamentar séra realizada em outubro

Efe

06 Maio 2018 | 10h06

KABUL - Ao menos 14 pessoas morreram e 33 ficaram feridas neste domingo, 6, em um ataque contra uma mesquita na qual funciona um centro de registro de eleitores na província de Khost, no sudeste do Afeganistão.

+++ Ataques matam 38 no Afeganistão, incluindo dez jornalistas e 11 crianças

A explosão ocorreu por volta das 14h20 (hora local; 6h50 em Brasília), na mesquita Yaqubi. O centro de eleitores no interior do local já desenvolve trabalhos para as eleições parlamentares de 20 de outubro, segundo afirmou um porta-voz do governador da região.

De acordo com a fonte, o número de vítimas ainda pode aumentar nas próximas horas e nenhum grupo insurgente reivindicou a autoria do atentado por enquanto.

Há duas semanas, duas explosões em centros de registro de eleitores causaram mais mortes e deixaram dezenas de feridos em meio a uma nova dinâmica de ataques insurgentes contra alvos eleitorais.

Nessa ocasião, 57 pessoas morreram e 119 ficaram feridas em um atentado suicida contra um centro de registro de eleitores em Kabul, enquanto uma bomba colocada na estrada explodiu durante a passagem de um veículo perto de outro desses centros no norte do país, causando seis mortes.

O Afeganistão atravessa um dos períodos mais sangrentos desde o fim da missão de combate da Otan, em janeiro de 2015.

Mais conteúdo sobre:
Afeganistão [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.