Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ataque contra embaixada alemã mata dois no Afeganistão

Exército americano diz que cinco soldados foram feridos; base dos EUA é vizinha do prédio diplomático

Agências internacionais,

17 de janeiro de 2009 | 08h56

Um carro-bomba foi detonado neste sábado, 17, nos arredores da embaixada da Alemanha e de uma base americana na capital do Afeganistão, Cabul, matando quatro civis afegãos e deixando outros 13 feridos, segundo afirmaram funcionários e testemunhas. O grupo militante Taleban assumiu a responsabilidade pelo atentado e assinalou que o alvo do ataque eram os militares alemães. Num primeiro momento, o Exército americano emitiu um comunicado afirmando que dois soldados dos EUA teria morrido e outros 12 estariam feridos. Mais tarde, um porta-voz informou que ninguém morreu no ataque e apenas cinco soldados ficaram feridos. A grande explosão provocou um incêndio na sede diplomática alemã, que foi contido por soldados e bombeiros. Dois civis morreram na explosão e outros 13 foram feridos. Ainda de acordo com os taleban, um de seus membros, identificado como Shams-ul-Rahman, cometeu o atentado a bordo de um Toyota Corolla, e entre as vítimas há vários diplomatas alemães.De Berlim, o Ministério de Relações Exteriores da Alemanha confirmou os danos às suas instalações, mas negou a morte de funcionários de sua embaixada, alguns dos quais, segundo disse, ficaram feridos no ataque. A embaixada da Alemanha compartilha uma pequena estrada com a base militar americana de Camp Eggers, que serve de quartel general para os soldados que entram na polícia e o pessoal militar do Afeganistão. Dezenas de elementos de segurança armados vigiam o local, e muros de concreto foram construídos para proteger os edifícios. A explosão destruiu vários veículos estacionados. Em novembro, quatro pessoas morreram e outras 15 ficaram feridas em um atentado suicida perto da embaixada americana em Cabul. Pouco antes, em julho, 58 pessoas, entre elas dois diplomatas, morreram em uma explosão com carro-bomba em frente à embaixada da Índia no centro da capital afegã.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.