Ataque contra escola no Paquistão ere seis crianças

Um homem armado com granadas atacou hoje uma escola privada em Karachi, no sul do Paquistão, durante uma cerimônia de premiação, matando o diretor e ferindo seis crianças antes de fugir. O policial Nasir Mehmood afirmou que o agressor apareceu quando dezenas de estudantes de 8 a 10 anos estavam reunidos do lado de fora da escola para receber os resultados do exame anual.

Agência Estado

30 de março de 2013 | 15h13

As emissoras televisivas mostravam imagens dos parentes das crianças feridas em pânico, chorando do lado de fora da escola no bairro de Ittehad Town. Não houve reivindicação imediata de responsabilidade.

Asif Ijaz Sheikh, outro policial, disse que o diretor morto era líder local do Partido Nacional Awami. Sheikh afirmou que a polícia ainda estava investigando a identidade do agressor, que jogou três granadas e depois abriu fogo contra o diretor e as crianças que estavam perto dele.

Karachi tem sido palco de dezenas de ataques a bomba e tiroteios nos últimos anos. Gangues controladas por diferentes grupos, incluindo os dois principais partidos políticos da cidade, o Movimento Muttahida Quami e o Partido Nacional Awami, foram culpadas pelo assassinato de seus rivais. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Paquistãoescolaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.