Ataque contra escola sunita no Iêmen deixa 20 mortos

Centro Dar al-Hadith é visto como uma ameaça sunita pelos xiitas Houthis, que dominam a região norte do país

Agência Estado,

27 de novembro de 2011 | 11h01

Rebeldes xiitas mataram 20 pessoas e feriram outras 70 em um atentado contra uma escola sunita no norte do Iêmen, informou neste domingo, 27, uma autoridade local. O ataque teve como alvo ao centro de ensino religioso Dar al-Hadith, que treina pregadores em Dammaj, um subúrbio do reduto xiita de Saada, acrescentou a fonte.

A Dar al-Hadith, que é frequentada por estudantes do Iêmen e de outros países, é vista como uma ameaça sunita pelos xiitas Houthis, que dominam a região norte. Na condição de anonimato, um professor da escola afirmou que os Houthis bloquearam a área em torno da escola por duas semanas, impedindo a entrega de alimentos para cerca de 10 mil pessoas. A informação ainda não pode ser confirmada.

Autoridades locais disseram que os Houthis fortaleceram seu domínio nas províncias do norte do Iêmen nos últimos meses devido ao levante contra o regime, que levou algumas tropas a desertar e as forças de segurança a combater protestos populares.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Iêmenterrorismoescola sunita

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.