Ataque contra governador de província afegã mata oito

Pelo menos oito pessoas morreram e oito ficaram feridas em um ataque suicida promovido nesta terça-feira, 12, contra o complexo governamental da província afegã de Helmand. O governador da região, Mohammed Daud, estava em seu gabinete no momento do ataque, mas não foi atingido, disse seu porta-voz Ghulam Muhiddin.Além dos mortos e feridos, o ataque suicida estilhaçou janelas e destruiu dois veículos parados no estacionamento do complexo governamental de Lashkar Gah, capital de Helmand, no sul afegão.Trata-se do episódio mais recente em meio a uma série de ataques contra importantes aliados políticos do presidente do Afeganistão, Hamid Karzai.De acordo com Muhiddin, o militante suicida chegou a pé ao complexo governamental. Ele detonou os explosivos que levava consigo no momento em que era revistado por agentes de segurança.Dos oito mortos, seis eram policiais e dois, civis, disse o doutor Ahmadullah Khan, médico do hospital para onde foram levadas as vítimas.Qari Yousef Ahmadi, um homem que identifica-se como porta-voz da milícia fundamentalista islâmica Taleban em contatos com a imprensa, telefonou para a Associated Press e assumiu a responsabilidade pelo ataque em nome do grupo.Também nesta terça, um soldado da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) foi morto em confronto com insurgentes na província de Helmand, afirmou a aliança num comunicado. Não foi revelada a nacionalidade do soldado morto, mas a grande maioria das tropas internacionais na província é de britânicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.