Ataque contra ônibus deixa pelo menos 26 mortos no Paquistão

Um grupo de homens abriu fogo contra um ônibus na província paquistanesa do Baluquistão, sul do país, matando pelo menos 26 peregrinos muçulmanos xiitas que viajavam para o Irã, informou a polícia local.

REUTERS

20 Setembro 2011 | 10h50

Suspeita-se que tenha sido um atentado de motivação sectária. O ataque ocorreu perto da cidade de Mastung, situada a aproximadamente 50 quilômetros de distância da capital provincial, Quetta.

"Eles abriram fogo contra o ônibus de todos os lados e depois entraram no ônibus e atiraram novamente", disse uma autoridade policial, acrescentando que muitos peregrinos ficaram feridos.

Militantes muçulmanos sunitas leais ao Taliban e à al Qaeda têm cometido atentados de grande impacto contra membros da comunidade xiita, minoritária no Paquistão.

O país vem sendo alvo de uma onda de violência desde que o líder da al Qaeda, Osama bin Laden, foi morto por forças especiais dos Estados Unidos em uma operação secreta em uma cidade paquistanesa, em maio.

Militantes islâmicos prometeram vingar a morte de Bin Laden.

(Reportagem de Gul Yusufzai)

Mais conteúdo sobre:
PAQUISTAOXIITASATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.