Ataque contra ônibus israelense mata dez

Terroristas palestinos atacaram um ônibus a tiros na Cisjordânia, matando dez israelenses e deixando pelo menos 25 feridos. O ataque aconteceu perto do assentamento judaico de Emmanuel, na Cisjordânia, cerca de 40 km ao norte de Jerusalém. Ambulâncias que chegavam ao local do atentado foram atacadas a tiros.Outro atentado contra colonos israelenses aconteceu perto do assentamento judaico de Gush Katif, na Faixa de Gaza, onde dois terroristas suicidas explodiram uma bomba, deixando vários feridos, segundo a TV israelense. Nenhum grupo ainda assumiu a autoria dos dois ataques.Os atentados acontecem um dia depois de o mediador norte-americano Anthony Zinni, enviado ao Oriente Médio por ordem do presidente George W. Bush, abrir uma nova rodada de negociações entreisraelenses e palestinos. O frágil acordo de cessar-fogo por 48 horas já foi quebrado por ambas as partes.Apesar de Israel ter reconhecido na terça-feira, pela primeira vez, que que a Autoridade Nacional Palestina (ANP), presidida por Yasser Arafat, está lutando seriamente contra o terrorismo, a liderança de Arafat continua contestada. Mesmo com o o grande número de prisões feitas pela polícia palestina após os seguidos atentados, os israelenses dizem que Arafat não tem controle sobre os radicais. Vários ataques suicidas assumidos pelo Hamas deixaram pelo menos 26 pessoas mortas em Israel na semana passada.A reação israelense deve continuar com ataques às áreas palestinas, já que na terça-feira o escritório do primeiro-ministro afirmou que Israel prosseguirá com sua política de eliminar supostos militantes e que responderá a todos os ataques palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.