Ataque contra político deixa cinco mortos no Paquistão

A explosão de uma bomba que tinha como alvo um assessor do primeiro-ministro do Paquistão matou cinco pessoas, segundo informações do vice-inspetor geral da polícia, Abdullah Khan. De acordo com a autoridade, o dispositivo explodiu neste domingo na área de Shangla, perto do comboio de Amir Muqam, um assessor de gabinete e ex-parlamentar.

AE, Agência Estado

12 de janeiro de 2014 | 09h09

O policial disse que Muqam escapou ileso, mas a explosão matou dois policiais e seus três seguranças particulares. Shangla faz parte do Vale de Swat, que militantes locais do Taleban dominaram antes de uma ofensiva do Exército em 2009.

O chefe do Taleban em Swat, Mullah Fazlullah, escapou para o Afeganistão. Ele foi escolhido para liderar o Taleban paquistanês depois que um suposto ataque de mísseis dos EUA matou seu antecessor no final de 2013. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.