Ataque da Otan mata 75 insurgentes no sul do Afeganistão

Prazo final dado pelos talebans para a troca dos sul-coreanos pelos militantes termina sem nenhuma definição

Associated Press,

25 Julho 2007 | 02h53

Ataques aéreos e confrontos no sul do Afeganistão mataram ao menos 75 militantes em uma nova ofensiva a Otan, enquanto o prazo dado pelos seqüestradores dos sul-coreanos ao governo afegão chegou ao fim sem nenhuma definição.   Os negociadores coreanos, acompanhados pelos anciãos e clérigos, encontraram os seqüestradores na província de Ghazni na terça-feira, 24, de acordo com um oficial da província que não quis se identificar.   O funcionário disse que os insurgentes querem um pagamento financeiro para liberar os reféns. Anteriormente, Qari Yousef Ahmadi, um porta-voz do Taleban, disse que os militantes exigiam a libertação de 23 prisioneiros talebans em troca da vida dos reféns.   Os moradores de Ghazni fizeram uma manifestação pedindo a libertação dos sul-coreanos, disse o deputado provincial Mohammad Zaman.   Os sul-coreanos, incluindo 18 mulheres, foram seqüestrados na última quinta-feira na estrada que liga Cabul a Kandahar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.