Ataque das Farc deixa 25 mortos na Colômbia

Pelo menos 25 pessoas morreram e várias ficaram feridas neste domingo em um ataque promovido pelos guerrilheiros das Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc) contra uma vila em Caucana, a 450 quilômetros de Bogotá, no departamento de Antioquia, noroeste da Colômbia. De acordo com o prefeito da cidade, Miguel Angel Gómez, os rebeldes atacaram a vila com rajadas de fuzis e cilindros de gás, provocando a morte de centenas de civis, entre eles um padre e um médico do vilarejo. Segundo o prefeito, é possível que pelo menos 50 pessoas tenham sido mortas no assalto, entre elas, muitas crianças. Há informações de que os rebeldes também incendiaram dois postos de gasolina e várias residências.Segundo o comandante da XI Brigada do Exército, coronel Jaime Ovalle, o ataque aconteceu horas depois que as autoridades confirmaram o assassinato, na última quinta-feira, de 30 camponeses pelos paramilitares das Autodefesas Camponesas (AUC), na localidade de Alto de Naya, a cerca de 650 quilômetros ao sudoeste de Bogotá. De acordo com o defensor público Eduardo Cifuentes, os camponeses foram acusados pelos paramilitares de serem aliados dos guerrilheiros das Farc e dos rebeldes do Exército da Libertação Nacional (ELN). A região de Caucana é um estratégico corredor que liga o departamento de Córdoba, onde está localizado o quartel general das AUC, a região de Urabá, utilizada pelos guerrilheiros traficar armas e drogas para a América Central.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.