EFE/ Jawad Jalali
EFE/ Jawad Jalali

Ataque de foguetes atinge palácio presidencial no Afeganistão

Presidente do país, Ashraf Gahni, fazia pronunciamento ao vivo quando o primeiro disparo atingiu o prédio sem ferir ninguém; autoridades locais acusam Taleban

O Estado de S.Paulo

21 Agosto 2018 | 04h59

CABUL - Militantes do Taleban dispararam foguetes contra o palácio presidencial durante o pronunciamento do presidente do Afeganistão Ashraf Ghani em Cabul, informam autoridades locais. O ataque não deixou mortos nem feridos.

Segundo a polícia local, o primeiro foguete atingiu as proximidades da presidência. O segundo, um complexo da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e o terceiro, a embaixada dos Estados Unidos em Cabul. O estrondo dos explosivos foi ouvido durante a transmissão ao vivo do presidente Ashraf Gahni, que anunciava sua mensagem anual de celebração do feriado da Festa do Sacrifício.

No momento do primeiro impacto, Ghani interrompeu o pronunciamento para afirmar que "se eles estão pensando que foguetes irão nos derrubar, estão enganados".

Até o momento, nenhum grupo assumiu autoria pelo ataque, mas as autoridades creditam o Taleban como responsável. A área atingida pelos foguetes é parte de um complexo fortemente protegido pelas forças militares afegãs, onde ficam as embaixadas e sedes do governo. Muitas ruas foram fechadas após os ataques.

Testemunhas afirmam que, após os disparos, ouviram tiroteios em algumas áreas de Cabul, mas não souberam dizer quem efetuava os tiros. 

O ataque de foguetes coloca em xeque a proposta de cessar-fogo oferecida pelo governo afegão ao Taleban, que pedia a interrupção dos ataques por três meses devido as celebrações da Festa do Sacrifício. Nesta segunda-feira, 20, forças do governo liberaram 149 pessoas, entre elas mulheres e crianças, que haviam sido sequestradas por militantes do Taleban na província de Kunduz. //ASSOCIATED PRESS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.